pten
  • 6
  • 5
  • 4
  • 14
  • 13
  • 12
  • 11
  • 14
  • 13
  • 2
  • 3
  • 10
  • 15
  • 8
  • 12
  • 1
  • 9
  • 11
  • 7

Em Rede  Ligações  Grupos de trabalho     

emRede - folha informativa

Redes Rurais EU 

Rede ENRD

 

EIP-AGRI

IFAP

 

 

Portugal 2020

PDR 2020

Prorural

Proderam2020

 Presidencia UE - Estonia

WhatHorizon2020

gpp

O que é um CCA?

CONCEITO DE CIRCUITO CURTO AGROALIMENTAR (CCA)

Um modo de comercialização dos produtos agroalimentares que se efetua por venda direta do produtor ao consumidor ou por venda indireta através de um único intermediário.
A ele se associa uma proximidade geográfica (concelho de produção e concelhos limítrofes) e relacional entre produtores e consumidores.
A definição remete para os seguintes aspetos distintivos:

-A origem local e identificada do produto – rastreabilidade e sazonalidade;
-O produtor, para além da intervenção direta na produção, também interfere frequentemente na transformação e comercialização dos produtos;
-Os produtos transformados utilizam matérias-primas provenientes das explorações locais;
-O consumidor tem acesso a informação sobre a origem do produto, o seu modo de produção e as respetivas qualidades específicas;
-O fluxo de comunicação entre produtores e consumidores permite criar confiança mútua e diferenciar os produtos locais dos restantes.

Os circuitos de comercialização de proximidade não são novos. No entanto, assumem hoje em dia novas dimensões e diversificam-se, em resultado da conjugação de uma multiplicidade de motivações por parte de consumidores e produtores.

A possibilidade de comprar produtos locais diretamente ao produtor é, para muitos consumidores, a forma mais satisfatória de garantir a qualidade, rastreabilidade e autenticidade os produtos e uma maneira de apoiar a economia local.
As preocupações pelas questões ambientais têm levado igualmente a um interesse crescente por métodos alternativos de comercialização dos alimentos.

Os produtores, que não possam ou não pretendam aceder às exigências estabelecidas pelas cadeias de distribuição, optam por comercializar os seus produtos através de circuitos curtos. A aposta não é apenas escoar e remunerar melhor os produtos ou valorizar a qualidade e a singularidade de alguns deles, mas frequentemente conseguir obter o reconhecimento social da sua atividade.

Saber mais (pdf).